Vítimas de ataque hacker podem processar Yahoo, diz juíza

Três ataques de hackers expuseram 3 bilhões de contas de e-mail de clientes do Yahoo

por Nathália Guimarães ter, 13/03/2018 - 10:33
Wikimedia Commons Yahoo foi acusado de ser muito lento ao divulgar três violações de dados ocorridas de 2013 a 2016 Wikimedia Commons

As vítimas dos três ataques de hackers que expuseram 3 bilhões de contas de e-mail de clientes do Yahoo poderão processar a empresa, depois que uma juíza determinou que os usuários poderiam ter agido de forma diferente e se protegido melhor, se a companhia de internet tivesse sido mais clara sobre as invasões.

Inicialmente, a violação de 1 bilhão de contas do Yahoo foi divulgada em 2016, a medida em que a Verizon procurava comprar a empresa de internet, uma descoberta que acabou diminuindo o preço final de venda da companhia.

Em outubro de 2017, a Yahoo alterou o número de contas afetadas para 3 bilhões, sugerindo que esta seja, de longe, a maior violação de dados de todos os tempos. Agora, a juíza distrital da Califórnia, Lucy Koh, rejeitou um pedido da Verizon, que comprou a Yahoo em 2017, para descartar muitas das denúncias, inclusive por negligência e violação de contrato.

O Yahoo foi acusado de ser muito lento ao divulgar três violações de dados ocorridas de 2013 a 2016, aumentando o risco dos usuários de roubo de identidade e exigindo que eles gastassem dinheiro com a suspensão de crédito, monitoramento e outros serviços de proteção.

LeiaJá também

--> Vírus brasileiro atinge máquinas de cartão e clona dados

COMENTÁRIOS dos leitores